principe real PROJECT



A criação do Projeto Príncipe Real surge da constatação do potencial da Sétima Colina, um espaço nobre da cidade de Lisboa, com vistas fantásticas, rodeado por jardins e repleto de edifícios muito emblemáticos, como os que compõem o portfolio da EastBanc.





Com uma visão integrada e de longo prazo, a EastBanc começou por revitalizar o comércio de rua e espaços de escritórios, de forma a desenvolver uma nova vida social e económica, trazendo novos públicos e novos conceitos que potenciam a valorização imobiliária do Príncipe Real.

Esta revitalização é também conseguida com o esforço da EastBanc em manter e restaurar o máximo do património arquitectónico, cultural e paisagístico dos seus edifícios, adaptando-os e dotando-os de todo o conforto e comodidades da vida contemporânea. O design principal do projeto está a cargo do arquiteto Eduardo Souto de Moura, vencedor de um Prémio Pritzker. Até à data foram adquiridos cerca de 20 edifícios totalizando um investimento que ronda os 50 milhões de euros.

O portfolio é composto por diversos palacetes e outros edifícios do final do século XIX, sendo que o projecto central se desenvolve à volta de um jardim romântico privado com mais de 1 hectare e vista sobre o próprio Jardim Botânico. Esta área única permite aos residentes e visitantes usufruírem, no centro da cidade, de uma tranquilidade e conjunto de serviços só conhecidos em country clubs.