Palacete Anjos



Mandado construir no ano de 1875 pelo capitalista Policarpo Ferreira dos Anjos, tendo as obras sido dirigidas pelo arquitecto e cenógrafo Giuseppe Cinatti. A sua intervenção reflectiu-se sobretudo no interior do edifício.

Em 1762 o palacete é referenciado na documentação como "Casa-Nobre" e no primeiro livro da Décima, diz ter sido habitada por um tenente-General "Manuel Gomes de Carvalho e Silva". Entre os anos de 1912 e 1917 foi "Legação dos Estados Unidos", depois sede da «Escola Superior Colonial", tornando-se posteriormente, dependência do Banco de Portugal.

Actualmente o edifício mantém algumas das suas características, como as caixas fortes do Banco de Portugal, e serve de sede a empresas, albergando lojas de pequeno comércio.

Dados do Empreendimento

Arquiteto: Eduardo Souto de Moura
Área bruta de construção: 2861 m2
Apartamentos: 10 Apartamentos em palácio histórico (2 T1, 6 T2, 2 T3)
Fogos: com áreas entre 100 e 240 m2 de área útil
Acessos: ao jardim do condomínio com 10000 m2
Terraços: amplos sobre os jardins
Vistas: privilegiada sobre Lisboa e rio Tejo
Estacionamento: 62 Lugares


A construção do imóvel será concluída 18 meses após se atingirem pré-vendas significativas.

     

Se tiver alguma questão relativamente a este empreendimento, contacte-nos através do seguinte formulário:


    

palacio castilho
Jan 08, 2014
PALACETE CASTILHO
palacete anjos
Jan 08, 2014
PALACETE ANJOS
palacio faria
Jan 08, 2014
PALÁCIO FARIA